Ergonomia no trabalho: Saiba quais benefícios ela traz para o seu funcionário!

A ergonomia no trabalho é determinada pela Norma Regulamentadora número 17 (NR-17) do Ministério do Trabalho e Emprego e consolidada pelas leis trabalhistas, com o objetivo de garantir a saúde e segurança do trabalho. Por definição, ergonomia é um estudo sobre a interação homem versus ambiente de trabalho, criada para minimizar os riscos laborais associados à saúde do trabalhador.

Muitas doenças do trabalho estão relacionadas a problemas ergonômicos que refletem em complicações como por exemplo: LER – Lesões por esforços repetitivos e DORT – Distúrbios osteomusculares relacionadas ao trabalho.

Os principais fatores das complicações ergonômicas são: trabalhos com ações repetitivas; trabalhar muitas horas em pé; trabalhar muitas horas sentado; levantamento excessivo de peso; más condições do mobiliário e do ambiente de trabalho – ex: cadeiras sem regulação de altura; má postura dos colaboradores por falta de informação da empresa sobre a ergonomia, más condições de iluminação e etc.

Portanto, quando identificado um problema na ergonomia, serão necessárias adequações ao ambiente de trabalho para minimizar os riscos à saúde física e mental do trabalhador e trazer condições mais favoráveis de trabalho.

As possíveis ações voltadas para essa área são:
  • Promover aulas de ginástica laboral: são exercícios feitos ao longo do dia em momentos de pausa estratégica do trabalho.
  • Controle da carga horária: carga horária excessiva pode levar a problemas de saúde física e mental, além de afetar o desemprenho e produtividade do funcionário.
  • Pausas em sala de descompressão: propor pausas de alguns minutos ao longo do dia em uma sala confortável e calma, destinada à esses momentos de descanso para evitar muitas horas repetitivas em uma mesma atividade.
  • Mobiliário adequado: é imprescindível que o mobiliário seja ergonômico e se adeque às necessidades físicas de cada trabalhador.
  • Promover palestras: conhecer o problema é a melhor forma de corrigi-lo, palestras informativas e educativas sobre ergonomia podem ser um bom jeito de conscientizar a equipe de funcionários.
A adoção desses medidas de ergonomia trazem inúmeros benefícios não só ao empregado, mas também ao empregador, veja alguns exemplos:
  • Trazem maior conforto e maior qualidade de vida ao seu funcionário;
  • Diminuem o estresse dos colaboradores;
  • Melhoram a percepção, atenção e memória;
  • Aumentam o desempenho e a produtividade dos funcionários;
  • Funcionários mais motivados e valorizados;
  • Diminuição considerável do absenteísmo;
  • Diminuição considerável do presenteísmo;
  • Prevenção de doenças ocupacionais relacionadas a posturais inadequadas;
  • Diminuição de acidentes de trabalho;
  • Diminuição de doenças ocupacionais.

Quanto ocorrer o não cumprimento às regras definidas na NR-17, multas e penalizações seguidas de demissão por justa causa poderão ser aplicadas ao empregador e ao empregado respectivamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.